Turma Aveiro S.M

Quando iniciei a viagem “Reencontra a tua essência”, estava certa que o caminho de auto conhecimento estava prestes a iniciar. Tinha sede de aprender. Imaginava borboletas com fórmulas mágicas que apareciam com pozinhos de perlim pim pim, um pouco de meditação e pronto estava feito, eu estaria pronta para enfrentar o mundo, tudo e todos.

Pois! Então não! Só mesmo na minha cabeça!

Logo na primeira sessão, levei uns quantos pares de chapadas, do tipo, acorda garota! O meu EU interior, nesse dia começou a destralhar a raiva, o medo, a mágoa, a inveja, o nojo, a cobardia, a culpa, num processo tão doloroso, mas tão necessário. Pensar em desistir passa pela cabeça… afinal o conforto da vida apática em que a rotina de levantar– trabalhar – dormir impera, tudo é mais fácil, e neste registo não precisas de conhecer-te por dentro, nem de conhecer o teu melhor e o teu pior enquanto ser humano. Como tu dizes Andreia, o mimimiii….

Nesta caminhada, conhecer a minha criança interior foi assustador. Tantas feridas, tanta dor que ela trazia na mochila da vida. A mochila ainda pesa, mas o peso torna-se mais fácil de carregar, porque hoje eu sei de onde vem tamanha bagagem e sei que só com o perdão e amor é possível cuidar desta minha menina. O perdão é difícil de trabalhar. Perdoar é um ato tão nobre, mas para se chegar a ele é preciso percorrer muita lama. O menos fácil para mim tem sido perdoar a mim mesma, mas também a descoberta mais admirável deste caminho. Confiar na minha intuição, estar no presente, estar em alinhamento corpo-alma tem sido uma experiência brutal. Este caminho é um trabalho diário e continuo. E ainda há muito para fazer. O foco é a minha evolução pessoal.

Este processo não é fácil. Mas estou muito grata!

Estou grata, por que mais que uma formação de auto conhecimento é também uma formação de relações humanas. Estou grata, pelas companheiras de viagem que conheci. Estas guerreiras são as flores do jardim que ando a cultivar dentro de mim. Amigas para a vida!

Estou grata a ti, Andreia, pela frontalidade em todas as sessões. Todos os temas tratados nos nossos encontros são verdadeiras relíquias, aprendizagens que jamais serão esquecidas. Os livros recomendados são verdadeiros tesouros. Esta sim é uma verdadeira bagagem para a vida.

Estou grata pela decisão de participar nesta viagem!