O Coaching Humanista é um processo de desenvolvimento humano, no qual se estabelece uma relação de parceria, entre o coach e o coachee, baseada na confiança, cujo propósito é elevar a tomada de consciência e descoberta pessoal no sentido da realização dos objectivos e/ou desejos do coachee.
Este processo utiliza uma metodologia de inquérito , sendo o Coach o facilitador da aprendizagem permitirá construir no coachee, um nível de consciência e responsabilidade nos action steps gerados a partir do seu estado atual, como resultado de colocar em movimento a sua própria mudança ou tangibilização de recursos, acedendo ao seu potencial, com foco nos objectivos que deseja alcançar – o seu estado desejado.

OBJECTIVOS GERAIS
Demonstrar que cada pessoa possui os recursos necessários para compreender-se, modificar os conceitos que tem de si mesmo/a, e os seus comportamentos, e esse potencial pode ser manifestado se a pessoa for trazida num ambiente de confiança, aceitação e livre de julgamentos.
Operar uma mudança de perspectiva dos próprios limites e possibilidades no coachee, permitindo-se ver novas oportunidades e caminhar em direção a elas, de uma forma auto responsável e pró-ativa.
Distinguir o Coaching de outras modalidades ( Formação, Terapia, Mentoring , Consultoria).
Ser capaz de reconhecer que as pessoas têm uma experiência válida dos seus próprios valores e objectivos e que querem ser o melhor que podem ser, e que cada pessoa é única e valiosa e que todos queremos ter uma escolha e que a queremos exercitar (Psicologia Humanista ).
Utilizar o melhor do ser humano com o foco nas emoções, qualidades e comportamentos positivos ( Psicologia Positiva).
Verificar que o corpo não pode ser desconectado da mente. Nós somos a soma das nossas partes: as nossas emoções afetam-nos fisicamente e a forma como nos sentimos fisicamente afetam as nossas perspetivas ( Inteligência Emocional= IE ).
Constatar que o desenvolvimento das competências da IE( Empatia, Autoconhecimento Emocional, Escuta Ativa, Questionar) são fundamentais para o relacionamento pessoal e no processo de Coaching.
Mostrar que o Coaching pressupõe duas dimensões:
Dimensão “ Ser”: Com o foco no cuidar de si próprio, a qualidade de vida e o desenvolvimento humano .
Dimensão “ Fazer “ : Método para melhorar o desempenho e um estilo de liderança que consegue resultados.
Demonstrar que o Coaching é uma forma avançada de comunicação Modelos da Análise Transacional (AT) e Programação Neurolinguística ( PNL).
Concluir que o Coaching está relacionado com a revolução pessoal, criação e visão.
E responde à questão “ Para quê? “

PARA QUEM?
Como gestor de pessoas, encontra no Coaching um caminho metodológico, técnicas e ferramentas que suportam uma melhor articulação entre a gestão das expetativas e a definição clara de objetivos, valores, crenças, recursos, motivações, transições, e evolução na carreira.
Como psicólogo, psiquiatra, médico, terapeuta, pode usar o Coaching como um complemento aos conhecimentos e à prática aplicada que operacionaliza com os seus Clientes.
Como consultor ou especialista, pode usar o Coaching como uma nova abordagem na qual integra as ferramentas que já aplica, mas num formato fundamentalmente baseado na pergunta não opinativa.
Como educador, professor, formador ou mentor, pode recorrer ao Coaching para facilitar aos seus educandos, estudantes, e formandos processos nos quais atingem um maior desempenho, diminuindo as interferências e ativando ainda mais o seu potencial.
O Coaching pode ajudá-lo a oferecer mais serviços aos seus Clientes atuais e a abrir-lhe novas oportunidades noutros potenciais Clientes e mercados.
Se desenvolve o seu trabalho com pessoas, ou com uma postura natural e genuína, apoia de alguma forma o seu desenvolvimento, então o Coaching é um recurso chave, o facilitador de mudanças positivas na vida da pessoa, com o objetivos de atingir um desempenho e satisfação maiores.

PARA TODAS AS INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:
info@conceitosdomundo.pt